23 julho, 2011

21 de Julho - Aparências

“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça” Jesus (João 7:24) 
Com o tempo aprendi que as pessoas muitas vezes não são o que aparentam. Aprendi que amizade e amor tem a ver com atitudes e não com palavras. Com o tempo aprendi que cabe a mim defender meus valores morais e sentido de justiça, mesmo quando para o outro, isso não tenha a menor importância. Aprendi que apesar de muitos me julgarem pela aparência, eu não preciso fazer o mesmo. Com o tempo aprendi que confiança não é para ser dada e sim conquistada. Aprendi que algumas pessoas não são sinceras, mesmo quando aparentam ser. Com o tempo aprendi que muitas vezes as pessoas que menos imaginamos, podem sentir inveja do que somos ou temos. Aprendi que cultivar a autoproteção através da prudência, e a amizade com Jesus, é um presente valioso que podemos nos dar e que não depende de nada e nem de ninguém.
Reflexão Dirigida:
1) Você julga pelas aparências?
2) Com Deus é possível enxergar além das aparências.
3) Sejamos maduros espiritualmente e cultivemos a prudência.