23 maio, 2011

19 de Maio - Se Amar

“Amarás o teu próximo como a ti mesmo” Mateus 19:19
Uns conhecem música, outros informática, outros gostam de pescar. Quanto maior for o envolvimento com alguma coisa, maior será o conhecimento sobre ela. Quanto maior o nosso amor por algo, mais nos dedicamos àquilo e maior será nosso esforço na busca de conhecê-lo mais e mais. O que estamos buscando conhecer em nossa vida? A nós mesmos? Podemos dizer que estamos investindo em nosso autoconhecimento? Somente nos conhecendo é que conseguiremos nos respeitar, nos amar e ser nosso melhor amigo. De nada nos adiantará investir em conhecer o outro e nos manter distantes de quem realmente somos. Não dá para sermos um desconhecido para nós mesmos e imaginar que dessa forma conseguiremos ser felizes. Quanto mais nos conhecermos e buscarmos conhecer a Deus, mais próximos estaremos de conquistar a verdadeira felicidade.
Reflexão dirigida:
1) Você é uma boa companhia para você mesmo?
2) Deus nos chama a nos amar para que possamos amar o outro.
3) Peçamos a Deus que nos ensine a nos ver como Ele nos vê.

18 maio, 2011

13 de Maio - Dependência Emocional

“O Senhor Deus põe em liberdade os que estão presos” Salmo 146:7
Da mesma forma que os dependentes químicos ou os que sofrem de compulsão alimentar, a dependência emocional pode levar a pessoa a não ver sentido na vida sem o outro estar presente; não conseguir se divertir sem a companhia do outro, não se realizar profissionalmente se não houver a aprovação do outro, enfim não conseguir tocar a própria vida de forma saudável sem o outro. "A ausência dele me causa sintomas físicos, como dor no estômago, náusea e enxaqueca. Necessito de um telefonema, um "oi" para que eu possa começar o dia, assim como preciso do ar para respirar”- afirma uma mulher de 29 anos em uma entrevista sobre dependência emocional. Colocar o nosso bem estar nas mãos de outra pessoa nos deixa vulneráveis e expostas a todo tipo de sofrimento. Precisamos ter nossa vida de volta. Tomar uma atitude e pedir socorro a Deus para romper com esse padrão destrutivo. Deus nos guiará pelo caminho da recuperação, nos ensinando a nos amar o suficiente, para buscar ajuda.
Reflexão dirigida:
1) Busque ajuda: confira no Blog os grupos anônimos de auto ajuda.
2) Todos nós precisamos aprender a amar de forma saudável.
3) Deus quer nos ver livres e felizes, manifestando seu amor na terra.

12 maio, 2011

9 de Maio - Servir

“Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos” Mateus 20:28

A atitude de serviço estimula a alegria de viver. Servir é compartilhar e ajudar. É amar e conviver fraternalmente com o próximo. É fazer algo grande ou pequeno, para alegrar alguém. Quando colocamos nossas mãos, lábios e coração para servir por amor, a felicidade chega até nós, sem que precisemos correr atrás dela. Servir alegra o nosso coração e nos torna uma pessoa mais feliz. O Programa de Alcoólicos Anônimos, é composto por 12 passos. O último passo do programa é um convite a servir. Nos diversos grupos anônimos que se valeram dos 12 passos de AA embora adaptados, o décimo segundo passo, continua sendo um convite ao servir: “Tendo experimentado um despertar espiritual graças a estes passos, procuramos levar esta mensagem a outros e praticar estes princípios em todas as nossas atividades”.
Reflexão dirigida:
1) Servir é estar ao lado do outro em momentos de dor e sofrimento.
2) Servir é estender a mão e levar alegria e esperança aos que sofrem.
3) Servir é permitir-se ser os pés e as mãos de Deus na terra.

10 maio, 2011

5 de Maio - Abuso Emocional

“Porque o Senhor me ungiu a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos” Isaías 61:1
Abuso emocional é uma ação psicológica que visa a destruição da identidade do outro, da dignidade, da liberdade e da sua auto-estima, com o objetivo de dominar e controlar. Para isso, o abusador provoca o isolamento familiar, social e afetivo; impõe um clima de coação emocional e de terror através de constantes crises de violência verbal, ou violência sobre objetos. Distorce de forma grosseira a verdade colocando-se como vítima e o outro como culpado. Utiliza palavras que depreciam, humilham e causam confusão mental. Sente prazer em demonstrar indiferença e desprezar a pessoa. O objetivo é fazer com que a vítima deixe de ter vontade própria a fim de moldá-la conforme o seu desejo e torná-la totalmente dependente dele. Grande é a destruição emocional e até física que relacionamentos desse tipo causam. Mas, Deus vem em nosso socorro, levantando profissionais, leigos e grupos terapêuticos que estendem a mão para resgatar todo aquele que se encontra preso a relacionamentos abusivos.
Reflexão dirigida:
1) Relacionamentos saudáveis possuem o respeito como base.
2) Não se isole e nem guarde segredo se estiver sofrendo abuso.
3) Com Jesus é possível nos libertar de tudo o que nos aprisiona.