12 novembro, 2010

11 de Novembro - Um Novo Caminho



“Na casa do meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vos teria dito” João 14:2
“A morte não é nada. Apenas passei para o outro lado do caminho. O que fomos um para o outro ainda o somos. Dá-me o nome que sempre me deste. Fala-me como sempre me falaste. Não mude o tom para triste ou solene. Continue rindo com aquilo que nos fazia rir juntos. Ora, sorri, pensa em mim. Que meu nome se pronuncie em casa como sempre se pronunciou, sem tom solene ou tristeza, sem rosto de sombra. A vida continua significando o que significou, continua sendo como era. O cordão da união não se quebrou. Porque eu estaria fora de teus pensamentos, apenas porque estou fora da tua vista? Já verás, tudo está bem... Redescobrirá meu coração e nele redescobrirá a ternura mais pura. Enxuga tuas lágrimas, e, se me amas, não chores mais” (Oração de Santo Agostinho).
Reflexão dirigida:
1) A morte não separa os corações unidos por verdadeiro amor.
2) Somente Deus nos sustenta diante da perda de um ente querido.
3) A morte não significa o fim e sim o começo num novo caminho.

06 novembro, 2010

03 de Novembro - Partir...Chegar...


“Quando for destruída esta barraca em que vivemos, que é o nosso corpo aqui na terra, Deus nos dará, para morarmos nela, uma casa no céu, e ela durará para sempre” 2 Coríntios 5:1
Dorothy, uma senhora idosa, estava próxima da morte. Ela amava a Deus e anelava estar com Ele. A enfermeira disse à família que Dorothy provavelmente se manteria viva até que pudese ver a filha, que estava a caminho para despedir-se. “É como se Dorothy tivesse um pé aqui e outro no céu. Ela quer dar logo este último passo”, disse a enfermeira. Há uma descrição maravilhosa da morte, escrita por Henry Van Dyke: “Estou parado à beira do mar. Um veleiro, ao meu lado, abre as velas brancas para a brisa matinal e parte para o oceano azul. Eu fico olhando, até que por fim o vejo como um pedaço de nuvem branca, lá onde o mar e o céu se mesclam um com o outro... E justo no momento em que alguém ao meu lado diz: “Olha! Ele se foi”, há outros olhos observando a sua chegada e outras vozes, dizendo alegremente “Lá vem ele!”. “E morrer é isto”. (Nosso Andar Diário).
Reflexão Dirigida:

1) Porque Cristo vive, a morte é um triunfo e não uma tragédia.

2) Jesus disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas” (João 14:2).
3) Jesus disse: “Vou preparar-vos lugar” (João 14:2)

04 novembro, 2010

28 de Outubro - Abrir Espaço...


“Quem está unido com Cristo é uma nova pessoa; acabou-se o que era velho, e já chegou o que é novo” 2 Coríntios 5:17
A psiquiatra Ana Beatriz B. Silva, especialista em medicina do comportamento, afirma que pessoas que tem mania de guardar coisas, mesmo que elas não tenham nenhuma utilidade, e não conseguem se desfazer de nada, acreditando que um dia irão precisar de alguns desses objetos, mesmo os quebrados, demonstram um comportamento de “Colecionismo Compulsivo”, que é diferente do comportamento de pessoas que pelo prazer do hobby, colecionam alguma coisa. “Todos nós temos vazios interiores, mas alguns tendem a depositar em objetos uma parte de sua identidade. Essas coisas passam a ser uma extensão da própria pessoa. É por isso que para elas é tão difícil se desfazer dos objetos”, explica Geraldo Massaro, psicoterapeuta do Hospital das Clínicas de São Paulo. Peçamos a ajuda de Deus para preenchermos o nosso vazio investindo em nossa vida espiritual, e treinando o desapego, deixando ir embora, de nossa casa e de nossa vida, tudo aquilo que já não faz mais sentido.
Reflexão dirigida:

1) Você guarda coisas demais?
2) É tempo de aliviar a bagagem e renovar a vida.
3) Peça ajuda de Deus para conseguir desapegar-se.

03 novembro, 2010

27 de Outubro - Perseverança

“Continuemos a correr sem desanimar, a corrida marcada para nós” Hebreus 12:1
O presidente de uma grande empresa foi convidado para ser o orador de uma formatura. Ele foi escolhido por causa do seu sucesso. No entanto o seu discurso aos formandos foi totalmente incomum. O orador disse aos estudantes sentados diante dele em suas becas de formatura: “Se eu pudesse desejar algo a vocês, que estão saindo para o mundo, seria isto: Espero que vocês fracassem em algo que seja importante para vocês”. E o orador falou de como a sua própria vida, quando jovem, havia sido de um fracasso após o outro, até que ele aprendeu a ver o fracasso como um professor eficaz. Antes de descobrirmos as alturas que estamos procurando, talvez precisemos ver o fracasso dos nossos sonhos para nos preparar para o sucesso que virá.
Reflexão dirigida:
1) Aprender com nossos insucessos é desenvolver a sabedoria.
2) Não desista diante de um “não”, continue persistindo.
3) Deus renova as novas forças a cada manhã.